Menu

                     Anuncie aqui, seja um sócio Mantenedor !!!

 



CONTRIBUIÇÃO SINDICAL 2017



            

EMITA A SUA GUIA EM NOSSO SITE!(Na sua tela a direita, emitir boletos, selecione contribuição sindical, preencha e pronto!



           LEMBRANDO QUE GUIAS EM BRANCO DEVEM SER PREENCHIDAS CONFORME TABELA A BAIXO!





CONFEDERAÇÃO NACIONAL DO TRANSPORTE - CNT


AVISO Torna público as Tabelas para Cálculo da Contribuição Sindical vigentes a partir de 01 de janeiro de 2017.


  1. TABELA I Para os agentes ou autônomos do setor de transporte, não organizados em empresa (Art. 580, inciso II, da CLT), considerando os centavos, na forma do Decreto-lei nº 2.284/86. 30% de R$ 354,71 Contribuição devida = R$ 106,41


TABELA II Para os empregadores e agentes do setor de transporte organizados em firmas ou empresas e para as entidades ou instituições com capital arbitrado (Art. 580, inciso III, §§ 3º, 4º e 5º da CLT).



 VALOR BASE: R$ 354,71


Classe de Capital Social (R$)             Alíquota (%)           Parcela a ser adicionada (R$)

 de 0,01 até 26.603,25                                                   -                                                   Contribuição mínima 212,83

  de 26.603,26 até 53.206,50                                                           0,80%                                                                             0,00
  de 53.206,51 até 532.065,00                                                         0,20%                                                                          319,24
  de 532.065,01 até 53.206.500,00                                                 0,10%                                                                          851,30
  de 53.206.500,01 até 283.768.000,00                                         0,02%                                                                         43.416,50
  acima de 283.768.000,01 em diante                                               -                                                                   Contribuição máxima 100.170,10


NOTAS: 1. As firmas ou empresas e as entidades ou instituições cujo capital social seja igual ou inferior a R$ 26.603,25, estão obrigadas ao recolhimento da Contribuição Sindical mínima de R$ 212,83, de acordo com o disposto no § 3º do Art. 580 da CLT (alterado pela Lei nº 7.047/82); 2. As firmas ou empresas com capital social superior a R$ 283.768.000,01 recolherão a Contribuição Sindical máxima de R$ 100.170,10, na forma do disposto no § 3º do Art. 580 da CLT (alterado pela Lei nº 7.047/82); 3. Data de recolhimento: - Empregadores: 31.JAN.2017; - Autônomos: 28.FEV.2017; - Para os que venham a estabelecer-se após os meses acima, a Contribuição Sindical será recolhida na ocasião em que requeiram às repartições o registro ou a licença para o exercício da respectiva atividade. 4. O recolhimento efetuado fora do prazo será acrescido das cominações previstas no Art. 600 da CLT.



Brasília-DF, 7 de dezembro de 2016.


CLÉSIO ANDRADE Presidente da Confederação













DECISÃO de dissídio 2015 , foi conciliada nesta quarta-feira (09.12.15),

em audiência tumultuada as partes mantiveram a proposta inicial.


Reajuste será de 8,5% a partir de 01.06.2015, com sua data de validade até 31 de Dezembro,e, a partir da vigência de novo piso regional, fixado pelo governo do estado,após o indice fixado, o mesmo servirá de referência ao novo piso normativo da categoria; Extendendo-se também o mesmo indice, para contratos delocação/sessão de veiculo. A partir de 01 deJaneiro, aguardaremos o índice do governo ,para redefinir o piso normativo da categoria.


Processo nº 0021526-65.2015.5.04.0000

(Dissídio Coletivo)

AUDIÊNCIA

Aos nove dias do mês de dezembro de dois mil e quinze, às 15h20min, na sede do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região, na Av. Praia de Belas, 1100,

5º andar, sob a Presidência da Exma. Desembargadora ANA LUIZA HEINECK KRUSE, Vice-Presidente do TRT da 4ª Região, no exercício da Presidência da Seção de Dissídios Coletivos, secretariada por mim, Giovani Tassi, Assistente de Gabinete, foi iniciada a audiência na representação que o SINDIMOTO - SINDICATO DOS EMPREGADOS MOTOCICLISTAS E CICLISTAS, EM VEÍCULOS DE DUAS OU TRÊS RODAS, MOTORIZADOS OU NÃO, DE PORTO

ALEGRE, GRANDE PORTO ALEGRE E REGIÃO/RS move contra o SINDICATO DAS EMPRESAS DE TELESERVIÇOS E ENTREGAS RAPIDAS EM VEICULOS DE DUAS OU TRÊS RODAS MOTORIZADAS OU NÃO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL (SETSER RS).Presente o Ministério Público do Trabalho, por

sua representante, Dra. Adriane Arnt Herbst. Presente o suscitante por seu presidente, Sr. Valter Ferreira da Silva, acompanhado de seu procurador, Dr. Felipe

Espindola Carmona.Presente o suscitado por seu presidente, Luiz Carlos Santos de Mello, acompanhado de seu procurador, Dr. Angelo Roni Flores Gomes,

que requerem prazo para juntada de credenciais e procuração, o que se defere. Conciliação: as partes, após várias discussões, acolheram a proposta da presidência, no sentido de assegurar o reajuste de 8,5% (oito vírgula cinco por cento) do piso praticado, a partir de primeiro de junho de 2015 até 31 de

dezembro de 2015, e, a partir da vigência do novo piso regional, fixado pelo governo do estado para o ano de 2016,adotar como piso da categoria o valor correspondente ao da primeira faixa. Em relação ao aluguel de motos e bicicletas, os valores atualmente fixados serão reajustados em 8,5% (oito vírgula cinco por cento) para o período de primeiro de junho de 2015 a 31 de maio de 2016. As partes firmarão convenção coletiva estabelecendo as novas condições de trabalho. Aguarde-se a manifestação das partes pelo prazo de trinta dias. No silêncio, arquivem-se os autos. Custas não incidentes. Cientes os presentes. Nada mais. Encerramento: 16h32min.

Assinado eletronicamente. A Certificação Digital pertence a: [ANA LUIZA HEINECK KRUSE]

https://pje.trt4.jus.br/segundograu/Processo /ConsultaDocumento/listView.seam


..............
















DECISÃO de dissídio 2015 , foi conciliada nesta quarta-feira (09.12.15),

em audiência tumultuada as partes mantiveram a proposta inicial.


Reajuste será de 8,5% a partir de 01.06.2015, com sua data de validade até 31 de Dezembro,e, a partir da vigência de novo piso regional, fixado pelo governo do estado,após o indice fixado, o mesmo servirá de referência ao novo piso normativo da categoria; Extendendo-se também o mesmo indice, para contratos delocação/sessão de veiculo. A partir de 01 deJaneiro, aguardaremos o índice do governo ,para redefinir o piso normativo da categoria.


Processo nº 0021526-65.2015.5.04.0000

(Dissídio Coletivo)

AUDIÊNCIA

Aos nove dias do mês de dezembro de dois mil e quinze, às 15h20min, na sede do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região, na Av. Praia de Belas, 1100,

5º andar, sob a Presidência da Exma. Desembargadora ANA LUIZA HEINECK KRUSE, Vice-Presidente do TRT da 4ª Região, no exercício da Presidência da Seção de Dissídios Coletivos, secretariada por mim, Giovani Tassi, Assistente de Gabinete, foi iniciada a audiência na representação que o SINDIMOTO - SINDICATO DOS EMPREGADOS MOTOCICLISTAS E CICLISTAS, EM VEÍCULOS DE DUAS OU TRÊS RODAS, MOTORIZADOS OU NÃO, DE PORTO

ALEGRE, GRANDE PORTO ALEGRE E REGIÃO/RS move contra o SINDICATO DAS EMPRESAS DE TELESERVIÇOS E ENTREGAS RAPIDAS EM VEICULOS DE DUAS OU TRÊS RODAS MOTORIZADAS OU NÃO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL (SETSER RS).Presente o Ministério Público do Trabalho, por

sua representante, Dra. Adriane Arnt Herbst. Presente o suscitante por seu presidente, Sr. Valter Ferreira da Silva, acompanhado de seu procurador, Dr. Felipe

Espindola Carmona.Presente o suscitado por seu presidente, Luiz Carlos Santos de Mello, acompanhado de seu procurador, Dr. Angelo Roni Flores Gomes,

que requerem prazo para juntada de credenciais e procuração, o que se defere. Conciliação: as partes, após várias discussões, acolheram a proposta da presidência, no sentido de assegurar o reajuste de 8,5% (oito vírgula cinco por cento) do piso praticado, a partir de primeiro de junho de 2015 até 31 de

dezembro de 2015, e, a partir da vigência do novo piso regional, fixado pelo governo do estado para o ano de 2016,adotar como piso da categoria o valor correspondente ao da primeira faixa. Em relação ao aluguel de motos e bicicletas, os valores atualmente fixados serão reajustados em 8,5% (oito vírgula cinco por cento) para o período de primeiro de junho de 2015 a 31 de maio de 2016. As partes firmarão convenção coletiva estabelecendo as novas condições de trabalho. Aguarde-se a manifestação das partes pelo prazo de trinta dias. No silêncio, arquivem-se os autos. Custas não incidentes. Cientes os presentes. Nada mais. Encerramento: 16h32min.

Assinado eletronicamente. A Certificação Digital pertence a: [ANA LUIZA HEINECK KRUSE]

https://pje.trt4.jus.br/segundograu/Processo /ConsultaDocumento/listView.seam


..............






SEGURO PARA EMPRESAS DE MOTOFRETE

Custo individual R$ 20,00 (Vinte Reais).

SEGURO EM GRUPO PARA EMPRESAS CLT -ATIVIDADE FIM
MORTE                    R$  25.000,00
INVALIDEZ ATÉ      R$  25.000,00
CESTA BÁSICA       R$    1.200,00 (100,00   12X)
AUXILIO FUNERAL R$   2.500,00
D.I.T.                        R$        10,00   POR DIA ATÉ 45 dd- Consulte informações.

           
                                                                                SEGURO PARA AUTÔNOMOS MOTOFRETE (MEI)  R$ 30,00 por mês. Pagamento único R$ 360,00 Anuais.



 ********************************************************************







 SETOR QUE NÃO TEM CONHECIMENTO, ACABA POR SER ESCRAVO !!! Infelizmente o setor em duas rodas em sua maioria é assim. Temos diversos empreendedores neste segmento que não sabe as principais metodologias de fixação de preços. Conforme estudos podemos dizer que 90% das empresas definem seus preços pelo mercado, e não por composição de custos e processos; deve se validar com certa segurança e desenvolver uma contabilidade gerenciar a qual permita olhar seu negócio de forma analítica. Hoje advertimos os aspectos particulares que o segmento tem; onde podemos destacar diversas generalidades para a composição do preço. O empresário de Moto Frete, precisa se capacitar tecnicamente, por um lado quem compra um serviço desenvolve um conjunto de argumentos que tem por objetivo obter o menor valor possível; cito como exemplo o serviço de coletas de exames biológicos, a qual temos hoje no mercado poucas empresas que podem realizar o trabalho, porque e necessário empresas qualificadas e preparadas; Mas é aí que chamo a atenção ! onde grande parte das empresas não vêem o risco é distorções que contém uma má negociação, onde desconsidera as despesas variáveis e artificialidade que não sustenta o contrato ou sua empresa a longo prazo. O mercado e dinâmico, e sobrevive aquele que se dedica a análise de preço , e que não prejudica seu fluxo de caixa a curto prazo.


ATENÇÃO - Profissionais Individual (M E I) - Como diz o ditado, não caia no conto do Vigário !!! Quem paga errado, paga duas vezes !!! Preste bem atenção !!! Quer se desenvolver, quer crescer e se manter no mercado de forma profissional, e ter as mesmas chances que o mundo corporativo oferece, então participe de sua Entidade, faça dela a sua porta de entrada para as grandes oportunidades. Aqui é a sua entidade, todo empresário individual que tem registro como MEI, tem como se beneficiar em retirar sua guia Sindical . Participe, e lembre-se, nosso sindicato abrange todo o ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. Quer se regularizar em seu município como prestador de serviço (MEI), então entre em contado conosco. Bons Negócios .


Empresas ASSOCIADAS ao SETSER-RS, que cumprem a convenção coletiva, pode contar com a estrutura do SEST SENAT , e usufruir dos beneficios; Essa parceria só abrange as empresas ASSOCIADAS.


BENEFICIOS DO SEST.


* Odontologia   * Fisioterapia  * Psicologia   *  Palestras área da saúde   * Lazer- Ginásio Poliesposrtivo, campo de Futebol

*  Quiosque com churrasqueira   *  Centro de Eventos   *   Restaurante